nav-left cat-right
cat-right

Helena A. Franco (Madre)

Nascida em 1913, na fazenda Avenida, em Sales Oliveira. As crianças que moravam nas fazendas da região faziam o curso primário no internato Sagrado Coração de Jesus, mantido por irmãs franciscanas, em Jardinópolis. Por vontade própria, madre Helena mudou-se para São Paulo. Estudou no ginásio Santa Inês e aos 19 anos, teve seu primeiro contato com o Santa Úrsula, em Ribeirão Preto, como aluna.

Determinada a seguir carreira religiosa, ela passou dois anos e meio em Salvador, se preparando no Noviciado Santa Úrsula, no bairro de Jardim Lázaro. “A partir de 1936, me entreguei inteiramente ao postulado”, conta. De volta a Ribeirão, a religiosa se dedicou à preparação de alunos do Santa Úrsula para a primeira comunhão. Também lecionava geografia e orientava trabalhos manuais ligados à arte.

O colégio Santa Úrsula, fundado em 1912, já não era o mesmo no final da década de 50. A evasão foi muito grande, principalmente no ginásio. “No início da década de 60 chegamos a ter apenas 11 alunos”, informa. Para salvar a instituição, a educadora foi buscar ajuda em São Paulo. Ficou dois anos e meio na capital paulista e se especializou no método Montessori, que segue uma filosofia espiritualista de ensino.

Após o período de especialização, madre Helena voltou ao Santa Úrsula para implantar o método. O número de alunos foi se multiplicando e em maio de 1963 já eram quase 40. Durante quase 10 anos, a educadora trabalhou na implantação do método Montessori. A freqüência do Santa Úrsula aos poucos voltava ao normal.

Em 1972, foi convidada por um sobrinho para montar uma escola que seguisse o método Montessori. A escolinha começou em uma casa do bairro Cidade Vargas, na capital. “Eu disse que montar uma escola em São Paulo seria um loucura. Hoje tenho muito orgulho do que construímos”, alegra-se. Atualmente a Escola Montessori Santa Teresinha tem oito unidades em São Paulo, sendo uma creche gratuita.

Os cinco anos passados em São Paulo prejudicaram o andamento normal do Santa Úrsula em Ribeirão Preto. Foi preciso recomeçar o método Montessori, a partir de 1977. Hoje, completamente reestruturado, o Santa Úrsula é uma importante instituição de ensino da cidade. “O método é maravilhoso. Temos hoje, no primário, 24 salas repletas de alunos”, comenta.

Madre Helena circula pelas novas instalações do Santa Úrsula orgulhosa. “Foi uma vida inteira dedicada à educação”, avalia.