nav-left cat-right
cat-right

DULCE MARIA PAMPLONA GUIMARÃES

 

Ribeirãopretana, filha do médico veterinário e zootecnista, Adolfo Bueno Paim Pamplona e da profa. primária Dulce Maria Crósio Pamplona. Casada com o prof.de matemática mestre Afonso Celso Marino Guimarães, pais de Camila, jornalista; Thiago, economista e Carolina, nutricionista e gastrônoma. Sogros do jornalista Adriano, da economista Juliana e do prof. André Luís. Avós de Guilherme, Daniel, André e Olívia.

Cursou o ensino fundamental no Colégio Santa Úrsula e o ensino médio, no Otoniel Mota. Licenciou-se em Ciências Sociais na então Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Araraquara. Titulou-se mestre e doutora em História Social, na USP-SP.

Em 1970 iniciou sua carreira docente nos Colégio Santa Úrsula, Nossa Senhora Auxiliadora e no então Cid de Oliveira Leite, nos Campos Elíseos e logo depois no Jardim Independência, com o novo nome prof. João Augusto de Melo.

Prosseguiu no Otoniel Mota, no Santos Dumont, em outros estabelecimentos públicos e particulares como o Colégio Vita et Pax, até 1986.

No ensino superior, iniciou a carreira na UNAERP em 1971 até 1984; ingressou na Instituição Moura Lacerda em 1976 até 1986 e, nesta casa, em 1979 até 1986.

Em agosto de 1986 foi para a UNESP de Franca como professora de Antropologia no curso de História, onde orientou TCCs, dissertações de mestrado e teses de doutoramento. Publicou artigos em periódicos nacionais e internacionais; capítulos de livros e dois livros. Participou de grupos de pesquisa.

Aposentou-se no ano de 1999 e retornou para o Centro Universitário Barão de Mauá como docente da graduação dos cursos sequenciais e como componente da Comissão Pedagógica, criada pelo professor Nicolau Spinelli para a organização dos cursos em razão dos iniciantes processos avaliativos do MEC. Retornou igualmente ao Centro Universitário Moura Lacerda como docente da graduação e do mestrado em Administração.

Foi parecerista da FAPESP; participou do NEPMO, do curso de História do Centro Universitário Barão de Mauá e faz parte da comissão editorial da Revista Dialogus do mesmo curso.

Participou do CONPPAC de Ribeirão Preto, por duas gestões.

Depois de 36 anos de sala de aula, em 2006 passa a dedicar-se exclusivamente à gestão acadêmica. Sem deixar a Comissão Pedagógica do Centro Universitário Barão de Mauá, tornou-se pró-reitora de Registros Acadêmicos; em 2010, passou a dedicar-se exclusivamente a pró-reitoria de ensino e, em outubro de 2012, assume a reitoria do mesmo Centro Universitário.