nav-left cat-right
cat-right

SESSÃO SOLENE DE POSSE DE MARLENE BERNARDO CERVIGLIERI NA ARE- ACADEMIA RIBEIRÃO-PRETANA DE EDUCAÇÃO.

SESSÃO SOLENE DE POSSE DE MARLENE BERNARDO CERVIGLIERI NA ARE- ACADEMIA RIBEIRÃO-PRETANA DE EDUCAÇÃO.

Ocorreu na noite de 6 de agosto de 2016, às 19h30, no Hotel Nacional Inn, rua Duque de Caxias, 1313 – centro,  sob organização de Irene Coimbra – da Ponto & Vírgula  – a sessão solene de posse de Marlene Bernardo Cerviglieri, na Cadeira de no. 30 que tem como Patrono do Prof. Dr. Rubem Cione.

A sessão foi presidida por Luiz Carlos Moreno – Presidente da ARE – e teve como Mestre de Cerimônia a acadêmica Lilian Rodrigues de Oliveira.

Compuseram a mesa diretora: Luiz Carlos Moreno – Presidente da ARE- , Meire Aparecida Pedersolli – Secretária da ARE -, Antonio Carlos Tórtoro – Patrono, Idealizador, Fundador e 1º.  Presidente Provisório da  ARE -, Marlene Bernardo Cerviglieri – neo-acadêmica.

Presentes: Marco Zeri – Presidente da ARL- Academia Ribeirãopretana de Letras, a Presidente da CPERP – Casa do Poeta e do Escritor de Ribeirão Preto, Maris Ester Souza, a representante da UEI- União dos Escritores Independentes,  Leda Pereira, e o vereador André Luiz da Silva, além de familiares e amigos e convidados da homenageada da noite.

A execução do  Hino da ARE – Letra de Antonio Carlos Tórtoro e música de Wilson Salgado – , além do Hino Nacional, fizeram parte da cerimônia de posse em que o Presidente Luiz Carlos Moreno entregou à Marlene o Diploma  e Meire Pedersolli fez a entrega do Medalhão Prof. Dr Nicolau Dinamerco Spinelli à homenageada.

Segue saudação à  neo-acadêmica feita pelo seu Padrinho, Antonio Carlos Tórtoro:

“Mais uma vez as portas desse sodalício, idealizado e fundado por mim, e mais seis membros da ARL- Academia Ribeirãopretana de Letras, em 2002, se abrem para acolher em mais uma sessão solene da ARE – Academia Ribeirão-pretana de Educação, um novo membro que ocupará a Cadeira que tem como Patrono o inesquecível Dr. Rubem Cione.

Nossa academia, que congrega imortais e inesquecíveis nomes da história da Educação ribeirãopretana, recebe na noite de hoje, para ocupar a Cadeira de número 30, uma educadora que virá escrever, junto com os demais membros da ARE, a história da educação recente e futura de nossa cidade e região.

Acabamos de comemorar no último dia 3 de agosto, o décimo quarto ano de vida desse sodalício, e, de presente, estamos recebendo nessa noite de gala, a esperança de, doravante, termos sempre conosco a simpatia, a alegria, a disposição para realizar, a dinamicidade de minha amiga Marlene Cerviglieri.

Marlene é o novo nome que virá somar esforços junto à ARE no trabalho incansável dedicado à Educação numa cidade com tantas instituições de ensino em todos os níveis.

Enfim, é com imenso orgulho e satisfação, que nessa noite de comemorações, usei da palavra para saudar a neo-acadêmica Marlene Cerviglieri.

Não fosse a imposição dos estatutos da ARE e a amizade que nos prende à neo-acadêmica, outros motivos não teríamos para usar da palavra nesse momento pois é bastante farta a galeria da ARE, em nomes para exercer nesse momento a função de padrinho da Marlene.

Entretanto, imperiosa foi a missão, e dela espero ter-me desincumbido no mesmo nível do amor, carinho e respeito que sinto pela homenageada.

Seja bem-vinda, Marlene, ao nosso sodalício”.

O evento também foi comemorativo aos 14 anos do sodalício.

No dia 3 de agosto de 2002 , no restaurante Fazenda de Minas , Rua 7 de setembro , 1666 , logo após reunião ordinária da ARL- Academia Ribeirãopretana de Letras , propus aos membros presentes, e foi aprovada por unanimidade, a Fundação da ARE- Academia Ribeirãopretana de Educação , idealizada por mim, na época,  presidente da ARL –Academia Ribeirãopretana de Letras.
O primeiro endereço oficial da ARE foi a  Avenida Santa Luzia , 84 , Sumaré , Ribeirão Preto –SP,  sede do SIEEESP – Sindicato dos Estabelecimentos de Ensino no Estado de São Paulo , cedida gentilmente pelo Prof. João Alberto de Andrade Velloso, diretor da instituição.
A Diretoria Provisória foi composta pelos professores : Antônio Carlos Tórtoro (Presidente) , Dr Luís Carlos Raya ( Vice-presidente) , Ely Vieitez Lanes (Secretária ) e Waldomiro Waldevino Peixoto ( Tesoureiro) , e recebeu dos presentes a incumbência de dirigir o sodalício até a eleição da primeira Diretoria da ARE  e,  então, redigiu, aprovou e registrou o  Regimento Interno e o Estatuto ; compôs e aprovou as insígnias da entidade , estabeleceu os Patronos das cadeiras (às 33 primeiras Cadeiras foram dados os nomes dos professores ribeirãopretanos homenageados em solenidade realizada no Teatro Pedro II, no final do mandato do Prefeito Jábali )  admitiu e empossou os primeiros novos acadêmicos , realizou a eleição da primeira Diretoria e deu posse aos seus  membros ( Instalação) .
Éramos sete acadêmicos a sonhar: Dr Luis Carlos Raya, Nilva Mariani, Alfredo Palermo, Antônio Ruffino, Waldomiro Peixoto, Rita Mourão e eu.
Hoje , após 30 de junho de 2008, a ARE é uma realidade, com 40 , das 40 Cadeiras,   ocupadas por honoráveis e  ilustres educadores.
A todos que, de alguma forma,  participaram dessa curta mas profícua caminhada de quase seis anos, os meus sinceros agradecimentos.
Obrigado, Prof.  Nicolau Dinamarco Spinelli, que dá nome ao nosso medalhão.
Obrigado, Prof. João Alberto de Andrade Velloso, hoje ocupante da Cadeira no. 40,  que cedeu espaço no Colégio Anchieta para que ali fossem realizadas as primeiras reuniões da nossa academia.
Obrigado, Wilson Salgado, autor da música do Hino da ARE — eu fiz a letra.
Obrigado, Ely Vieitez Lisboa, que compôs, juntamente com os  fundadores, a primeira diretoria.
Obrigado, Maria Aparecida de Britto Cosenza , que criou nosso lema : Promovere hominem in totum  (promover integralmente o homem).
Obrigado, Marilda Franco de Moura Vasconcelos —  primeira presidenta eleita por membros da própria ARE — e seus diretores.

Obrigado ao ex-presidentes Oscar Luiz de Moura Lacerda e ao atual Presidente que inicia seu terceiro mandato.
Obrigado aos membros efetivos que mantiveram viva a ARE, até o presente momento.
Obrigado a todos os patronos e aos membros honorários, que o são, por terem prestado inestimáveis serviços  para consecução de nossas atividades.

 

 

 

 

Fotos de Elza Rossato – Presidente do Grupo Amigos da Fotografia.

 

 

Comentário fechado.